Encontre artigos, Publique artigos e Use artigos gratuitos em seu site!

GOSTA DE ESCREVER? CLIQUE AQUI E SEJA UM(A) ESCRITOR(A) DO NOSSO BLOG

Receber atualizações?

Receber atualizações?

Top mensal

Pos. Autor Artigos
Não há ranking por enquanto.

Top anual

Pos. Autor Artigos
Não há ranking por enquanto.

Top geral

Pos. Autor Artigos
1 º RAIMUNDO 2808 artigos
2 º IZAIAS 1991 artigos
3 º ROBERTO 1020 artigos
4 º EVANDRO 830 artigos
5 º TELMO 619 artigos
6 º ANA 498 artigos
7 º KAIO 284 artigos
8 º TAISLAINE 267 artigos
9 º LEITURA 223 artigos
10 º CARLOS 210 artigos

Receber atualizações?

 

Procurar artigos

Encontre artigos para ler ou usar no seu site. Use a busca avançada.
 

Publicar artigos

Publique artigos com suas ideias e aumente a quantidade dos seus pontos e projetos online.
 

Cadastre-se grátis

O cadastro é rápido e gratuito! Comece a publicar seus artigos hoje mesmo!
PUBLICIDADE

Governo publica MP para evitar aumento da conta de luz do Norte e Nordeste

PUBLICIDADE

Dado que o histórico recente da tramitação de medidas provisórias e projetos de lei enviados pelo governo ao Congresso não é favorável, fica claro que, dessa vez, o governo está apostando alto. Nos últimos quatro anos, todas as MPs e projetos caducaram (perderam a validade) ou foram rejeitados.

O cenário começou a mudar ontem, quando a Câmara aprovou o novo marco do gás natural e rejeitou todos os destaques que modificavam o texto que, agora, segue para o Senado. Há que se ressaltar, porém, que o novo marco do gás é um projeto de iniciativa do Congresso, ainda que aderente aos planos do governo para o setor.

Ao sinalizar redução nas tarifas dos consumidores do Norte, o governo faz um aceno claro pela aprovação da proposta, diante da força política da bancada de senadores da região.

Depois de socorrer as distribuidoras com um empréstimo bilionário de quase R$ 15 bilhões, cujos custos serão suportados por consumidores e empresas, o governo propôs uma compensação.

A MP estabelece que a verba já paga e não utilizada em projetos de Pesquisa & Desenvolvimento e Eficiência Energética seja direcionada para abater parte dos custos da conta-Covid.

O Ministério de Minas e Energia (MME) estima que há R$ 3,4 bilhões represados no caixa das empresas. Além disso, 70% da verba futura anual destinada a esses programas também vai ajudar a custear o socorro até 2025, um valor que pode atingir R$ 4,305 bilhões.

Fontes alternativas

Uma outra proposta da MP pretende estancar o crescimento dos subsídios para fontes alternativas, um tema sensível no setor elétrico. Para se ter uma ideia, os subsídios para geradores e consumidores de fontes incentivadas avançaram de R$ 900 milhões em 2013 para R$ 3,5 bilhões em 2019. A estimativa para este ano é ainda maior: R$ 5 bilhões.

Hoje, o gerador de energia elétrica a partir de fontes alternativas e seus consumidores livres têm direito a pagar 50% menos nas tarifas de uso das redes de transmissão e distribuição.

O subsídio foi concedido por lei, em 2004, para viabilizar as fontes renováveis, que eram mais caras e não conseguiam competir com outras. Com o desconto, o preço da energia ficava atrativo para compradores. Mas, ao longo dos anos, essas fontes ganharam escala, e a avaliação do governo é a de que elas não precisam mais desse subsídio.

Apesar do discurso do governo, ainda haverá uma última chance de enquadramento para "retardatários". A proposta é manter o desconto na tarifa de uso para novas usinas de fonte incentivada que solicitem outorga em até 12 meses e que iniciam operação comercial de todas as unidades geradoras em, no máximo, 48 meses a partir da outorga.

Para tentar ganhar apoio da classe política, o governo propõe substituir os subsídios das fontes alternativas por um plano de valorização dos atributos ambientais. O prazo para implementação da proposta será de 12 meses.

Angra 3

Menina dos olhos do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, a usina nuclear de Angra 3 também recebe tratamento especial na MP. Com obras paradas desde 2015 devido a denúncias de corrupção, o governo quer retomar o empreendimento o mais rápido possível.

Para isso, a União estabelecerá prazo de outorga de 50 anos para a exploração de Angra 3, renováveis por mais 20 anos. A MP cria ainda marcos temporais para o empreendimento, cujo cumprimento será fiscalizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

O contratos atual de energia da usina será extinto, sem apuração dos responsáveis pelos atrasos anteriores. O novo contrato vai estabelecer um preço ? calculado pelo BNDES, um dos financiadores da obra, a partir de estudos contratados pela dona, a Eletronuclear ? e um reajuste nos termos da inflação e do preço do combustível nuclear, com possibilidade de revisão extraordinária do preço da energia elétrica para preservar o equilíbrio econômico-financeiro do contrato.

A MP afirma que o preço deverá contemplar ?cumulativamente, a viabilidade econômico-financeira do empreendimento e seu financiamento em condições de mercado, observados os princípios da razoabilidade e da modicidade tarifária?.

Em junho, o Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) recomendou a conclusão das obras da usina nuclear de Angra 3 por meio da contratação de uma construtora, tecnicamente chamada de epecista, abandonando a alternativa do sócio privado defendida pela empresa.

Estudos do BNDES apontaram que é possível obter empréstimos bancários para financiar a continuidade das obras da usina, desde que o preço de referência da energia de Angra 3, fixado em R$ 480,00 por megawatt-hora (MWh), seja oficializado como tarifa. Superado o risco da construção, o empreendimento se tornaria um gerador de caixa de baixo risco. O custo para concluí-la foi estimado em R$ 15 bilhões, mas deverá ser recalculado.

Criado em: 03/09/2020 01:36:37.

Sobre o autor

3f1ca0b660.jpg
              
PUBLICIDADE

Leia também:

Artigos recentes

Investimento em Distressed Assets

Brazilian Dream ? Crédito no Brasil

Atenção a promessas milagrosas e rentabilidades fantasiosas, dinheiro não bate à porta!

Ganhar dinheiro fácil

Tempestade Perfeita no Mundo Financeiro

Recuperação Judicial é uma solução ou apenas um paliativo?

Ciclone extratropical pode trazer ventania e temporais para a região Sul do Brasil

Covid-19: anti-inflamatório reduz mortalidade, diz estudo da OMS

Após testar positivo para covid-19, Neymar se manisfesta nas redes sociais: 'Estamos bem'


Artigos mais lidos

AMACIANTE DE CARNE QUE NÃO FAZ MAL PARA A SAÚDE

Monumentos e obras pelo mundo

Como deixar um homem apaixonado usando o poder feminino

SCI - Sistema de Consumo Inteligente - Ganhe Dinheiro Consumindo Alimentos Básicos

EDUCAÇÃO E DIREITO DE TODOS.

BICHO DE PÉ

Pneu velho pode se tornar um puff incrível.

Expansão Européia e Conquista da América Conquista da America

A era Vargas: Política, Economia e Sociedade

Espécies de cactos ornamentais e seus nomes

Deixe seu comentário

PUBLICIDADE

© 2021. Leitura Social. Todos os direitos reservados.